top of page
Buscar

Ciência de dados: a profissão do futuro?!

Ciência de Dados é a área que estuda a coleta, o processamento, o tratamento, a análise, a modelagem e a visualização de dados. É uma área que envolve diversos campos interconectados: negócios, matemática, estatística, programação e muitos outros.


A carreira aparece em primeiro lugar na lista de profissões em alta demanda para os próximos anos, de acordo com o relatório Future of Jobs, do Fórum Econômico Mundial. Por outro lado, as centenas de vagas em aberto nos sites de recrutamento deixam claro que ainda existe uma lacuna a ser preenchida nesse mercado. Faltam profissionais com a preparação necessária para acessar as oportunidades.


Mas, qual o motivo deste boom de demanda?! Sua relevância para os negócios e seu impacto na sociedade moderna. Os profissionais de dados precisam ir além da tecnologia, compreendendo como os algoritmos de inteligência artificial podem impactar os resultados de uma organização.

As principais habilidades técnicas e comportamentais, teorias e ferramentas que são chave para se desenvolver nesse campo são: linguagens de programação, principalmente em Python; capacidade de desenvolver modelos de banco de dados para estruturar a relação entre os resultados e implementá-los com uma linguagem (a pessoa cientista deve entender muito bem o padrão SQL e dominar as ferramentas que implementam seus conceitos em Python, como as bibliotecas SQlite e PostGreSQL); resolução de problemas complexos e estatística descritiva, aspecto fundamental para compreender os métodos e buscar informações imediatas acerca dos dados, como médias, medianas, tabelas de frequências e gráficos. Isso é importante, por exemplo, para comparar dados em bases diferentes e estabelecer uma visão de como cada uma delas está caracterizada.


Os profissionais de Data Analytics, Data Engineer e Data Science foram os mais recrutados pelas empresas de inteligência de dados ao longo da pandemia, em um crescimento de cerca de 485% em comparação ao mesmo semestre de 2020, segundo levantamento da Intera. Por outro lado, sem dúvidas, ainda há muitos espaços para serem ocupados.

Nunca se produziu tanta informação como agora e à medida que avançam a tecnologia, inovação, inteligência artificial, robótica e outros, mais dados estão sendo gerados, e, para as empresas, se utilizados de forma correta, eles podem ser um grande aliado.


A tendência é que, no futuro, toda empresa tenha alguns desses cientistas em suas equipes.


Fonte: Época Negócios

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Vinicius David
bottom of page