top of page
Buscar

Exponencialize pessoas com o apoio de Inteligência Artificial

Introdução

“O Cenário da Inteligência Artificial em 2020” (1) é um relatório da McKinsey & Company, no qual 2.395 executivos foram entrevistados, representando uma enorme variedade de setores em todo o mundo.

A ideia central apresentada é que a implantação de IA nas empresas impulsiona receitas e aquelas consideradas de alto desempenho sabem como utilizá-la de forma mais eficaz para alcançar o sucesso.

"A tecnologia vai reiventar o negócio, mas as relações humanas continuarão a ser a chave para o sucesso" – Stephen Covey

No relatório em questão identifiquei alguns desafios e oportunidades para RHs – e o principal deles é exponencializar pessoas com o apoio de Inteligência Artificial.


Insights e observações sobre cada tópico do relatório


1. Adoção e impacto da IA

50% dos entrevistados relataram que suas empresas adotaram IA em pelo menos uma função de negócios – a maioria utiliza IA para desenvolver ou melhorar produtos e serviços.

Em termos de RH, apenas 10% das empresas aplicaram IA para otimização da gestão de talentos e 7% para gestão de performance (recrutamento, retenção, etc.). O relatório pontua quão impactante é a implantação de IA, e os números mostram que esta tecnologia ainda é subutilizada quando falamos sobre RH estratégico.

"RH estratégico é um modelo de gestão de Recursos Humanos em que os profissionais são parte estratégica da empresa. O RH estratégico tem a missão de otimizar processos e decisões com o uso de tecnologia, dados e indicadores, auxiliando no crescimento e rentabilidade do negócio" – Gupy (2)


2. O que diferencia as melhores empresas?

Algoritmos de IA têm diversas aplicações, entre elas, trazer à tona informações relevantes para os negócios. São muito importantes para apoiar decisões estratégicas, mas não devem ser utilizados como únicos decisores – liderança, know-how e experiência de mercado, ainda são os aspectos mais importantes nas decisões.

Gestores que lideram suas equipes buscando inovação contínua, com utilização de IA, tendem a levar suas empresas a atingir números mais expressivos em seus indicadores de performance, o que poderá ser traduzido em maiores receitas. A IA ajuda esses líderes e suas equipes a obter melhores desempenhos, uma compreensão mais profunda, de micro a macro cenários, e obter insights mais claros sobre os desejos de sua empresa e clientes, mas neste cenário positivo existe um grande problema... De acordo com a pesquisa, apenas 36% das equipes técnicas que atuam com IA são recrutadas e integradas com sucesso em organizações de alto desempenho. Este número cai para 21% nas demais empresas. Estes profissionais podem estar, portanto, mal equipados para desenvolver sistemas de tomada de decisão.


3. Gerenciando riscos de IA

A questão da integração de equipes técnicas do tópico anterior tem direta conexão com este tópico.

Dentre os diversos riscos pontuados, 31% dos entrevistados, consideram o remanejamento / demissão de pessoas um risco relevante. O número cai para 24% quando o assunto é equidade e justiça. Esse posicionamento tem um potencial devastador para o ESG da empresa.

"ESG é uma sigla usada para se referir às melhores práticas ambientais, sociais e de governança de um negócio" – Nubank (3)

Sem propósito e impacto social, missão, visão e valores são somente “palavras bonitas” estampadas nas paredes das empresas.

O desenvolvimento de algoritmos de IA de forma responsável, juntamente com a criação de políticas ESG, tem movimentado as empresas em prol de mudanças muito importantes em seus negócios para que possam atender melhor as expectativas de seus clientes. Segundo reportagem da Computer World (4), os quatro pilares de uma IA responsável são:


  • Justiça

  • Transparência

  • Empatia

  • Robustez


As discussões em torno de ESG e IA Responsável estão aumentando a conscientização de líderes sobre os impactos positivos e negativos da IA. Em termos gerais essa preocupação é oriunda de sociedades mais conscientes e informadas, que tem escolhido produtos e serviços de empresas com modelos de negócios que atendam esses requisitos.

Existem vantagens significativas para as organizações que capacitam suas equipes a favor dessa consciência global e que tem claro entendimento dos impactos causados por seus produtos e serviços ao longo de toda sua cadeia de produção.


4. O efeito COVID-19

A pandemia acelerou uma série de mudanças que já estavam em andamento, por exemplo, a Transformação Digital e a adoção de IA em muitas empresas.

61% dos entrevistados das empresas de alto desempenho informaram que os investimentos em IA aumentaram por causa da pandemia, no entanto, nas demais empresas este número é de apenas 25%.

AI, uma das tecnologias centrais da 4ª Revolução Industrial, está criando unicórnios e levando à falência empresas bem estabelecidas. Cada vez mais, as pessoas estão trabalhando em locais de trabalho híbridos e efetuando de forma online processos que anteriormente eram unicamente presenciais.

Ter entendimento desta tecnologia não é mais um diferencial de mercado e sim uma questão de sobrevivência.


Conclusões

Há muito a discutir e aprender com os dados apresentados e insights do relatório. Podemos inferir que nas empresas há muito espaço para melhorias no desenvolvimento, implementação de soluções de IA, que as empresas de maior sucesso têm vantagem inicial e estão capitalizando suas vantagens.

A quantidade de empresas que utilizam IA para melhorar e monitorar o desempenho de suas equipes ainda é baixo. Além disso, com a expansão de oportunidades de trabalho remoto / híbrido, em muitas empresas novos colaboradores começam a trabalhar em casa sem integração coordenada, às vezes trabalhando mais horas, sendo menos produtivos e sofrendo com o aumento do nível de estresse.

Acredito no quão importante e transformacional seja a simbiose entre Liderança, Inovação e IA. Esta tecnologia permite impactar positivamente a área de RH em diversos aspectos, como, por exemplo, fornecer insights que melhoram a produtividade das pessoas para conquistarem melhores resultados e consequentemente cultivar equipes mais felizes.

Muitos RHs trabalham com orçamentos apertados, ou com falta de autonomia para decidir onde os recursos serão investidos. É necessário haver adaptações e muitas vezes mudanças profundas na cultura e no modelo de negócios de muitas empresas, para que haja Transformação Digital que, com o apoio da Inteligência Artificial, pode sanar grande parte destes problemas, além de reduzir a necessidade da intervenção de gestores em processos transacionais para que tenham mais tempo para cuidar de pessoas.


Como a sua empresa tem lidado com esses desafios?


Referências

(1) https://www.mckinsey.com/business-functions/mckinsey-analytics/our-insights/global-survey-the-state-of-ai-in-2020

(2) https://www.gupy.io/blog/rh-estrategico

(3) https://blog.nubank.com.br/esg-o-que-e/

(4) https://computerworld.com.br/plataformas/a-importancia-da-inteligencia-artificial-responsavel-no-mundo-atual/

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Vinicius David
bottom of page